Meu Malvado Favorito e o Complexo de Édipo: Uma Análise Psicológica

Meu Malvado Favorito é um filme que conta a história de Gru, um vilão mal-humorado que tem como objetivo roubar a lua. Durante a sua busca por dominar o mundo, ele encontra três garotinhas que vão mudar a sua vida. Enquanto assistimos ao desenvolvimento da história, podemos notar a presença de algumas características que remetem ao complexo de Édipo.

O complexo de Édipo é uma teoria psicanalítica proposta por Sigmund Freud, que descreve o desenvolvimento infantil e a relação pai-filho. Segundo a teoria, os meninos passam por uma fase em que desejam a mãe de forma sexual, rivalizando com o pai. Já as meninas, segundo a teoria, desejam o pai e rivalizam com a mãe. É uma fase que precede a construção da identidade de gênero, que se dá a partir da resolução desses conflitos.

Em Meu Malvado Favorito, percebemos essa dinâmica na relação entre Gru e as três meninas que ele acolhe em sua casa. Inicialmente, ele as vê como meras ajudantes para o seu objetivo de roubar a lua, e as trata de forma brusca e autoritária. Porém, à medida que convive com as meninas, Gru é confrontado com suas próprias emoções e começa a desenvolver um afeto por elas, passando a se preocupar com seu bem-estar.

Esse processo é semelhante ao que ocorre no desenvolvimento infantil, em que a criança passa por fases de negociação com a realidade e busca de um lugar no mundo. A presença das meninas na vida de Gru provoca nele uma transformação, de modo que ele deixa de ser apenas um vilão sem emoções e começa a se conectar com as premissas do bem comum.

Além disso, podemos observar a dinâmica de rivalidade e influência entre as meninas na narrativa do filme. No complexo de Édipo, o filho projeta no outro genitor as características que deseja para si mesmo, construindo uma identidade a partir de um modelo. Nesse sentido, as meninas são um importante elemento de mudança para Gru, uma vez que ele as vê como modelos de comportamento para a construção de uma nova identidade.

Por fim, é importante destacar que a presença do complexo de Édipo não significa que a relação dos personagens seja de natureza sexual. Trata-se de uma teoria para compreender a estruturação da personalidade e a dinâmica familiar. No caso de Meu Malvado Favorito, podemos ver que a presença das meninas na vida de Gru provoca mudanças significativas em sua personalidade e o induz a construir laços baseados em afeto e preocupação.

Assim, podemos perceber que a relação entre Gru e as meninas em Meu Malvado Favorito apresenta elementos do complexo de Édipo, uma teoria que descreve a dinâmica da relação pai-filho no desenvolvimento infantil. A análise psicológica do filme nos permite compreender o papel desempenhado por essa teoria na narrativa e nos personagens.